como conjugar verbos no modo indicativo

Aprenda dicas e macetes de como conjugar verbos no modo indicativo e aprenda como o tema vem sendo cobrado em provas e concursos em todo o país.

 banner do guia do concurseiro que remete aos assuntos: concordancia verbal e nominal, gramatica para concursos, portugues para concursos, ead, ensino a distancia, cursos online, cursos online gratis, cursos para concursos, concursos abertos, como passar em concurso, questoes de concurso, como conjugar verbos no modo indicativo, verbos do modo indicativo, verbos modo indicativo, modos verbais,

 

Clique AQUI e faça o download gratuito de livro em PDF sobre o Assunto;

 O que é verbo?

O verbo é uma classe de palavra que se flexiona em número (singular/plural), pessoa (primeira, segunda e terceira), modo (indicativo, subjuntivo e imperativo), tempo (presente, pretérito e futuro), e voz (ativa, passiva e reflexiva).

Podendo indicar ação (fazer, copiar), estado (ser, permanecer, ficar), fenômeno natural (chover, anoitecer), ocorrência (acontecer, suceder), desejo (aspirar, almejar) e outros processos.

Reconhecimento dos tempos verbais, emprego e correlação.

Sendo um tema recorrente em provas e concursos públicos, as bancas examinadoras costumam cobrar do estudante o emprego e utilização dos tempos e modos verbais em 04 (quatro) condições distintas:

  1. a) o reconhecimento dos tempos e modos verbais;
  2. b) o emprego desses tempos e modos verbais;
  3. c) a flexão (saber conjugar os verbos) e
  4. d) a articulação de tempo e modo verbal.

Antes de criarmos intimidade sobre seu emprego e flexão, precisamos conhecer alguns conceitos importantes que  vão nos orientar no estudo do tema.

O que são formas nominais?

De forma bem simples, as formas nominais são verbos que não apresentam flexão de modo e tempo. Muita gente se pergunta por que o infinitivo, o gerúndio e o particípio são chamados de formas nominais, se eles são verbos.

E o motivo para isso é o fato de, não poucas vezes, eles serem utilizados como nomes (substantivo, advérbio e adjetivo).

Veja:

Infinitivo: termina em “r” (cantar, saber, partir).

Algumas vezes se comporta como substantivo em construções do tipo:

“Sonhar é viver” (Sonhar é vida);

“Cantar faz bem à saúde” (O Canto é bom).

 

Gerúndio: São verbos marcados pela terminação “ndo” (jogando, batendo, sorrindo).

É muito comum encontrarmos essa classe de palavras sendo utilizada com valor de advérbio em construções do tipo:

“Amanhecendo, sairei por ai” – observe que o verbo é utilizado com valor adverbial de tempo: quando amanhecer;

“Estudando, serei aprovado”  = o verbo é utilizado com o valor adverbial retratando uma condição necessária ao desencadeamento de outra situação dada como certa.

Particípio: verbos terminados em “do”: marcado, partido, sentido, etc.

Como forma nominal, pode ser encontrado com o valor de adjetivo em construções como:

“João é abençoado”;

“Martha foi demitida”.

A ESTRUTURA DO VERBO

Entender a ordem dos elementos que compões as formas verbais (estrutura da palavra) nos ajuda a saber seu sentido, sua flexão etc. No caso dos verbos, esse conhecimento nos ajuda a compreender a sua conjugação e sentido no texto.

Estrutura das formas verbais:

Ao dissecarmos um verbo, podemos identificar a existência de 03 (três) espécies de radicais que participam da estrutura verbal: o radical, a vogal temática e as desinências.

radical – também chamado de morfema, é a parte do verbo que concentra o seu significado essencial:

cant-ar //  perd-er // part-ir

am-ar // tec-er  // dorm-ir

 

Vogal Temática

É o morfema que permite a ligação entre o radical e as desinências. Há três vogais temáticas:

-a- caracteriza os verbos da primeira conjugação: mat-a-r.

-e- caracteriza os verbos da segunda conjugação: ced-e-r

  • O verbo pôr e seus derivados – supor, depor, repor, etc,  são classificados como sendo de segunda conjugação, pois sua vogal temática é –e–, devido a sua raiz lusitana calcada no português arcaico poer, do latim poere.

 

A letra -i- denota os verbos da terceira conjugação: part-i-r, decid-i-r

 

TODOS OS VERBOS, EM LINHA GERAIS PODEM SER DISSECADOS ASSIM:

PALAVRA:  ESTUDASSES

Radical: estud

vogal temática: a

desinência modo-temporal: sse

desinência número-pessoal: s

Os Tempos do Modo Indicativo

Os tempos verbais marcam o momento em que a ação do verbo ocorre.  O modo indicativo, assunto de nosso tema, é definido como sendo o modo verbal que expressa um fato como certeza.

Tenho a certeza de que isto é correto.

 

Em diversas provas percebe-se um número bastante grande de questões que cobram o correto emprego dos modos verbais. Esse detalhe, por si só, pode ser utilizado por você para direcionar os seus estudos. 

Reconhecimento do tempo Presente do Indicativo

eu estudo, vendo, permito;

tu estudas, vendes, permites;

ele estuda, vende, permite;

nós, estudamos, vendemos, permitimos;

vós estudais, vendeis, permitis;

eles estudam, vendem, permitem;

Quando devemos empregar o presente do indicativo?

Geralmente se diz que o presente do indicativo é o tempo que indica processos verbais que se desenvolvem simultaneamente, ou seja, ao momento em que se fala ou escreve:

Estou em São Paulo.

Não confio nele.

Na verdade, o presente do indicativo vai muito além.

Pode também expressar processos habituais, regulares, ou aquilo que tem validade permanente:

Tomo banho todos os dias.banner do guia do concurseiro que remete aos assuntos: concordancia verbal e nominal, gramatica para concursos, portugues para concursos, ead, ensino a distancia, cursos online, cursos online gratis, cursos para concursos, concursos abertos, como passar em concurso, questoes de concurso, como conjugar verbos no modo indicativo, verbos do modo indicativo, verbos modo indicativo, modos verbais,

Durmo pouco.

Todos os cidadãos são iguais perante a lei.

A Terra gira em torno do Sol.

 

Pode também ser empregado para narrar fatos passados, conferindo-lhes atualidade. É o chamado presente histórico:

Pela primeira vez em quase trinta anos, o povo brasileiro elege diretamente o presidente da República. Iludida pelos meios de comunicação, a população não percebe que está diante de um farsante.

O presente também pode ser usado para indicar um fato futuro próximo e de realização tida como certa:

Daqui a pouco, a gente volta.

Embarco no próximo sábado.

O presente do indicativo constitui uma forma delicada e familiar de pedir ou ordenar alguma coisa (valor imperativo):

Artur, agora você se comporta direitinho.

Depois, vocês resolvem esse problema para mim.

IMPORTANTE: O emprego deste tempo verbal normalmente é cobrado combinado com o presente do subjuntivo, que será visto adiante.

Gostaram das dicas…

Querem saber mais sobre o tema e estudar o assunto de uma forma mais completa???

banner do guia do concurseiro que remete aos assuntos: concordancia verbal e nominal, gramatica para concursos, portugues para concursos, ead, ensino a distancia, cursos online, cursos online gratis, cursos para concursos, concursos abertos, como passar em concurso, questoes de concurso, como conjugar verbos no modo indicativo, verbos do modo indicativo, verbos modo indicativo, modos verbais,

CLIQUE AQUI para fazer o DOWNLOAD de um livro completo sobre o tema

 

Este artigo foi útil a você??? Então recomende-o na sua rede social Favorita:


Outras Matérias Interessantes:

1) Dicas para a Hora da Prova;

2) Ritalina e drogas da inteligência;

3) Como aprende o Cérebro;

4) Como organizar o tempo e estudar melhor;

5) Nome sujo pode impedir a posse do servidor público;

6) Como escrever uma monografia ou tcc jurídico;

7) Aprenda a ler e entender um edital de concurso;

banner do guia do concurseiro que remete aos assuntos: concordancia verbal e nominal, gramatica para concursos, portugues para concursos, ead, ensino a distancia, cursos online, cursos online gratis, cursos para concursos, concursos abertos, como passar em concurso, questoes de concurso, como conjugar verbos no modo indicativo, verbos do modo indicativo, verbos modo indicativo, modos verbais,

Minicursos:

1) Inquérito policial atualizado e comentado cpp;

2) Lei 8112 Atualizada e Comentada;

3) Licitações e Contratos;

4) Novo CPC de 2015 - Mudanças e Comentários;

5) Como Conjugar Verbos no Modo Indicativo.

 

 

 

No votes yet.
Please wait...